Momento Cívico – 14 de Abril

O momento cívico dessa semana, destacou as datas comemorativas do mês de abril.

A turma Violeta (3º ano), com a supervisão da professora Keile, fez uma homenagem ao Dia do Índio, que é comemorado no dia 19 de abril.

Também foram ressaltadas outras importantes datas.

13 de abril – Dia do Hino Nacional Brasileiro

18 de abril – Dia Nacional do Livro Infantil

21 de abril – Dia da Morte de Tiradentes

22 de abril – Dia do Descobrimento do Brasil

Também tivemos a participação especial da senhora Leila, do Lions Clube Ipatinga Armando Fajardo, que cantou e encantou nossos alunos com suas palavras.

Saúde é o que interessa

No mês de abril, comemoram-se duas importantes datas.

Dia 06 de abril é o Dia Mundial da Atividade Física e o dia 07 de abril o Dia Mundial da Saúde.

Essas datas foram criadas com a finalidade de conscientizar a população a respeito dos vários aspectos que envolvem a saúde.

Para lembrar essas importantes datas, no Momento Cívico dessa semana (07/04/2015), a Escola Estadual Almirante Toyoda organizou para seus alunos algumas palestras relacionadas aos temas.

A pedagoga Juliana, a nutricionista Alexandra, o professor de Educação Física Luciano e a senhora Edna (responsável pela cantina do turno vespertino) falaram sobre saúde, alimentação saudável e a importância da prática de exercícios físicos regulares para a promoção da saúde e da qualidade de vida.

Aprendendo Matemática Brincando

As professoras das turmas dos 3ºs anos, estão desenvolvendo um projeto muito criativo com as crianças.

Cada aluno confeccionou uma Caixa de Matemática que permite a realização de diversos jogos e atividades.

Ao jogar/brincar com a Caixa de Matemática, os alunos manipulam diversos materiais, estimulando vários conhecimentos matemáticos.

É uma proposta interessante e prazerosa, que desperta simultaneamente, o interesse e o raciocínio dos alunos nas aulas de matemática.

Parabéns professoras Geovana, Cleyde e Keile pela criatividade!

Parabéns alunos pelo envolvimento no projeto!

Páscoa Solidária

213

A Páscoa não é comércio, nem apenas chocolate.

E para reforçar a postura de solidariedade, amizade, companheirismo e partilha, os alunos, suas famílias e também a comunidade escolar da Escola Estadual “Almirante Toyoda”,  participaram de doações, isto é, trazendo para a Escola alguns produtos de higiene pessoal que serão entregues em algumas entidades que cuidam de idosos em nossa cidade.

A E. E. Almirante Toyoda agradece à todos pela colaboração.

Momento Cívico “Especial de Páscoa”

Na última terça (31 de março), tivemos o Momento Cívico “Especial de Páscoa”.

Os alunos do 3º ano, com as coordenações das professoras Geovana e Tayla, fizeram uma homenagem a essa data tão importante.

Houve teatro, música e muita informação sobre o verdadeiro significado da Páscoa.

Projeto “De Olho no Mapa”

A professora Nívia, da turma Orquídea (4º ano), está desenvolvendo um projeto denominado “De Olho no Mapa”.

O projeto tem como objetivos, despertar a curiosidade das crianças, desenvolver a capacidade de interpretações de mapas, reconhecer localizações, se localizar. É uma verdadeira viagem pelo planeta.

Parabéns à professora Nívia e seus alunos!

REUNIÃO DE PAIS – TURNO MATUTINO (6º ao 9º ano)

group

Senhores pais ou responsáveis por nossos alunos.

No dia 31 de março, próxima terça-feira, às 18 horas, teremos a primeira reunião de pais dos alunos do turno matutino (6º ao 9º ano).

Sua presença é de fundamental importância.

A reunião de pais é um momento em que pais, professores e escola se unem, discutem e tomam decisões em prol do maior e melhor desenvolvimento dos seus filhos, nossos alunos.

Aguardamos a presença de todos.

22 de Março – Dia Mundial da Água

dia-mundial-da-agua1

O Dia Mundial da Água foi criado pela ONU (Organização das Nações Unidas) no dia 22 de março de 1992. O dia 22 de março, de cada ano, é destinado a discussão sobre os diversos temas relacionadas a este importante bem natural.

Declaração Universal dos Direitos da Água

Art. 1º – A água faz parte do patrimônio do planeta. Cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável aos olhos de todos.

Art. 2º – A água é a seiva do nosso planeta. Ela é a condição essencial de vida de todo ser vegetal, animal ou humano. Sem ela não poderíamos conceber como são a atmosfera, o clima, a vegetação, a cultura ou a agricultura. O direito à água é um dos direitos fundamentais do ser humano: o direito à vida, tal qual é estipulado do Art. 3 º da Declaração dos Direitos do Homem.

Art. 3º – Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados. Assim sendo, a água deve ser manipulada com racionalidade, precaução e parcimônia.

Art. 4º – O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende, em particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam.

Art. 5º – A água não é somente uma herança dos nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores. Sua proteção constitui uma necessidade vital, assim como uma obrigação moral do homem para com as gerações presentes e futuras.

Art. 6º – A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo.

Art. 7º – A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada. De maneira geral, sua utilização deve ser feita com consciência e discernimento para que não se chegue a uma situação de esgotamento ou de deterioração da qualidade das reservas atualmente disponíveis.

Art. 8º – A utilização da água implica no respeito à lei. Sua proteção constitui uma obrigação jurídica para todo homem ou grupo social que a utiliza. Esta questão não deve ser ignorada nem pelo homem nem pelo Estado.

Art. 9º – A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social.

Art. 10º – O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.

Fonte: www.suapesquisa.com